Presos supostos assassinos de americano na capital da Mauritânia

As autoridades mauritanas informaram neste sábado a respeito da morte de dois combatentes islâmicos, supostos autores do assassinato de um norte-americano na capital da Mauritânia e que seriam procedentes de um esconderijo da rede Al-Qaeda em Mali.

AFP |

"Os dois detidos ontem à noite (sexta-feira) são os assassinos do norte-americano Christopher Leggett", declarou em uma entrevista coletiva à imprensa o delegado Mohamed Lemin Uld Ahmed.

"Pertencem a uma célula de quatro pessoas, todas elas detidas, procedentes de um refúgio da Al-Qaeda no norte de Mali", acrescentou.

O norte-americano foi assassinado no dia 23 de junho com três tiros na cabeça, em plena luz do dia no bairro de Ksar, em Nuakchot.

Leggett morava há vários anos na capital mauritana, onde dirigia uma escola.

Seu assassinato havia sido reivindicado pela Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI).

O braço magrebino da Al-Qaeda conta com várias centenas de homens e está implantada principalmente na Argélia.

hos-cpy/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG