Presos dois acusados de planejarem matar Obama

Dois homens acusados de planejarem assassinar o candidato do Partido Democrata à Presidência dos EUA, Barack Obama, foram levados nesta segunda-feira diante de um tribunal no Estado americano do Tennessee. Segundo agentes federais, os acusados também tramavam um ataque de grandes proporções contra uma escola.

BBC Brasil |


Os homens, identificados como Daniel Cowart, de 20 anos, e Paul Schlesselman, de 18, também são acusados de portar armas de fogo não registradas e de planejarem roubar uma loja para conseguir mais armamentos.

Segundo documentos da corte, os dois são skinheads neonazistas e planejavam matar Obama, além de tramarem outro ataque que teria como alvo mais de cem pessoas negras em uma escola.

Oficiais da Agência para Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos (ATF, na sigla em inglês), afirmaram que os dois foram levando diante do tribunal na cidade de Jackson, no Tennesse, depois de terem sido presos na semana passada no condado de Crockett, no mesmo Estado.

Segundo um agente, foram encontrados com os dois um fuzil, uma arma com o cano serrado e três pistolas. Os acusados devem se apresentar novamente diante do tribunal nesta semana.

Segundo documentos do tribunal, os dois planejavam utilizar um carro em alta velocidade para se aproximar do candidato, atirando contra ele pela janela.

O correspondente da BBC em Washington, Adam Bookes, afirma que apesar de o plano contra Obama ser considerado amador e de a possibilidade de eles conseguirem atingir o candidato não ser particularmente crível, as autoridades acreditam que eles conseguiriam promover o ataque contra os estudantes negros.

A campanha de Obama ainda não divulgou nenhum comentário sobre o caso. O senador democrata, que se eleito nas eleições do dia 4 de novembro, será o primeiro presidente negro dos EUA, lidera as pesquisas de opinião para o pleito.

    Leia tudo sobre: eleições dos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG