As autoridades americanas decidiram colocar os presos do estado da Louisiana trabalhando para evitar uma catástrofe ambiental, diante da maré negra provocada pelo naufrágio de uma plataforma de petróleo no Golfo do México, anunciou nesta sexta-feiraa o governador do Estado, Bobby Jindal." /

As autoridades americanas decidiram colocar os presos do estado da Louisiana trabalhando para evitar uma catástrofe ambiental, diante da maré negra provocada pelo naufrágio de uma plataforma de petróleo no Golfo do México, anunciou nesta sexta-feiraa o governador do Estado, Bobby Jindal." /

Presos da Louisiana vão enfrentar maré negra

As autoridades americanas decidiram colocar os presos do estado da Louisiana trabalhando para evitar uma catástrofe ambiental, diante da maré negra provocada pelo naufrágio de uma plataforma de petróleo no Golfo do México, anunciou nesta sexta-feiraa o governador do Estado, Bobby Jindal.

AFP |

As autoridades americanas decidiram colocar os presos do estado da Louisiana trabalhando para evitar uma catástrofe ambiental, diante da maré negra provocada pelo naufrágio de uma plataforma de petróleo no Golfo do México, anunciou nesta sexta-feiraa o governador do Estado, Bobby Jindal.

O Departamento Correcional "trabalha com o Departamento de Vida Silvestre e Indústria Pesqueira (DWF) para treinar os presos nos esforços de limpeza do petróleo derramado, para que possam colaborar com as agências federais" na operação, disse Jindal.

O DWF também trabalha com "a Guarda Nacional para que possam tornar seus efetivos" aptos às tarefas, acrescentou.

A maré negra no Golfo do México, originada após o afundamento de uma plataforma petroleira do grupo britânico BP no dia 22 de abril, alcançou a costa da Louisiana (sul) e ameaça se tornar uma das piores catástrofes ecológicas da história dos Estados Unidos.

ao/sah/ma/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG