Preso político morre em Cuba após 85 dias em greve de fome

Havana, 23 fev (EFE).- O preso político Orlando Zapata Tamayo morreu hoje em um hospital de Havana após 85 dias em greve de fome, informaram hoje membros da dissidência cubana.

EFE |

Segundo várias fontes consultadas pela Agência Efe, o cubano, que pedia para ser tratado como "prisioneiro de consciência", morreu entre 15h30 e 16h00 (17h30 e 18h00, Brasília) no hospital Amejeiras, para onde havia sido levado ontem à noite. EFE am/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG