Preso político é libertado no Irã após pagar fiança

Teerã, 5 abr (EFE).- Um alto membro do partido opositor iraniano Mujahedin da Revolução Islâmica, Feizollah Arabsorkhi, detido nos protestos pós-eleitorais no Irã, foi libertado hoje em Teerã ao pagar uma fiança.

EFE |

Segundo a agência de notícias "Ilna", Arabsorkhi foi detido dias depois do anúncio do resultado das polêmicas eleições presidenciais de 12 de junho passado.

A fonte acrescentou que Arabsorkhi, acusado de atentar contra a segurança nacional e propagar contra a República Islâmica, foi posto em liberdade esta tarde após ter pagado uma fiança cuja quantia não foi divulgada.

Arabsorkhi foi condenado a seis anos de prisão, sentença que deve ser ratificada agora em um tribunal de apelação.

O Ministério de Interior do Irã declarou em 13 de junho passado o presidente Mahmoud Ahmadinejad como o vencedor das eleições presidenciais de então, reelegendo-o para um novo mandato de quatro anos.

Esse resultado foi contestado pelos candidatos reformistas, Mir Hossein Moussavi e Mehdi Karroubi. Eles pediram a anulação do pleito, qualificado por eles como "fraudulento".

Após esta denúncia, centenas de milhares de iranianos em Teerã e outras grandes cidades do Irã saíram às ruas para protestar de forma pacífica contra o resultado do pleito e reivindicando eleições livres.

Os protestos foram reprimidos pelas forças de segurança com um saldo oficial de pelo menos 40 mortos e milhares de detidos.

As autoridades iranianas enforcaram duas pessoas, acusando-as de serem "muharib" (quem está em guerra com Deus) e condenaram à morte outros seis detidos. EFE msh/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG