muito fragilizado - Mundo - iG" /

Preso político cubano em greve de fome está muito fragilizado

Havana, 1 ago (EFE).- O preso político cubano Juan Carlos Herrera, que começou uma greve de fome no último dia 18, se encontra muito fragilizado e recebendo soro, segundo sua esposa, Ileana Danger, que não pôde confirmar se Herrera mantém seu protesto.

EFE |

O ativista costurou os lábios dois dias depois do início da greve, em protesto por melhores condições de reclusão e atendimento médico, mas já não tem os pontos na boca e está sendo alimentado com soro na penitenciária de Holguín (leste), onde cumpre condenação de 20 anos de prisão, segundo disse sua esposa à Agência Efe.

Somaram-se à greve de fome no dia 19 Alfredo Domínguez Batista, que, assim como Herrera, pertence ao grupo de 75 dissidentes condenados em juízos sumaríssimos em 2003.

Herrera "falou com minha mãe, disse que estava bem, que tinha emagrecido bastante e que tinham colocado soro nele porque estava muito fragilizado", completou Ileana por telefone em Guantánamo.

A esposa do preso político cubano informou ainda que Herrera "não explicou muito bem" a sua mãe se segue em greve de fome, embora, na sua opinião, "se supõe que ele tenha deixado" esse tipo de protesto.

Acrescentou que Herrera "está fragilizado, porque sofre de alguns problemas de saúde", entre eles hipertensão e complicações cardíacas.

Martha Beatriz Roque, do secretariado da organização opositora cubana Agenda para a Transição, afirmou hoje à Efe que Herrera "segue em greve de fome", que "todos seguem em greve de fome".

Em comunicado divulgado hoje, Martha Beatriz afirma que 14 dissidentes que se deslocaram até as imediações da prisão de Holguín para apoiar os grevistas foram desalojados por soldados, transferidos a seus locais de residência e detidos temporariamente.

Herrera foi condenado a 20 anos de prisão em 2003 acusado de vulnerar a lei número 88, de "proteção da independência nacional e da economia de Cuba". EFE jlp/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG