Preso general colombiano acusado de massacre de camponeses

A promotoria colombiana deteve nesta quinta-feira o general da reserva Francisco René Pedraza Peláez, acusado de envolvimento no massacre de 26 camponeses ocorrido em 2001.

AFP |

Pedraza Peláez foi denunciado por homicídio múltiplo agravado, formação de quadrilha e terrorismo, segundo a promotoria federal.

O general era o comandante das forças do Exército no departamento de Cauca quando ocorreu o massacre de Alto del Naya, em sua jurisdição, entre os dias 10 e 12 de abril de 2001, quando foram executadas 26 pessoas por homens das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC), um grupo paramilitar.

Segundo testemunho do ex-líder paramilitar Éver Veloza, os militares facilitaram a entrada das AUC na região para cometer o massacre.

Algumas ONGs afirmam que o ataque de Alto del Naya deixou 40 mortos e 3 mil deslocados.

O general da reserva foi detido na cidade de Medellín, 430 km a noroeste de Bogotá.

pro/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG