Washington - Um suposto terrorista confinado no centro de detenção em Guantánamo (Cuba) será levado aos Estados Unidos para ser julgado por um tribunal civil, disseram hoje fontes oficiais citadas pela CNN.

O preso, identificado como Ahmed Khalfan Ghailani, é acusado de participar das conspirações da Al Qaeda para os atentados contra as Embaixadas americanas no Quênia e Tanzânia, perpetrados em 1998 e que mataram 224 pessoas, incluindo 12 americanos.

Ghailani seria o primeiro dos detidos em Guantánamo a enfrentar um julgamento no território americano.

A "CNN" indicou que Ghailani, capturado no Paquistão em 2004, seria trasladado a Nova York, mas não indicou quando isso aconteceria.

No entanto, a emissora disse que o anúncio oficial do julgamento deve ser feito amanhã, no discurso do presidente Barack Obama sobre segurança nacional, no qual deve se pronunciar especialmente sobre o problema dos detidos em Guantánamo.

Leia mais sobre: Guantánamo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.