Preso aliado de ex-presidente em Madagascar

Antananarivo, 29 abr (EFE).- Foi preso hoje em Madagascar Manandafy Rakotonirina, que havia sido primeiro-ministro pelo ex-presidente Marc Ravalomanana, que deixou o cargo em março.

EFE |

Ele foi detido por uma facção das Forças Armadas que respalda a Alta Autoridade da Transição (AAT) malgaxe, segundo confirmaram porta-vozes da oposição.

De acordo com eles, Rakotomirina foi preso enquanto se encontrava em um escritório que estabeleceu em um hotel da capital Antananarivo.

Junto com Rakotonirina, foi presa a mulher dele e também Hanta Randriamandranto, dirigente da liga feminina do partido de Ravalomanana, Tiako I Madagasikara (TIM, Eu Amo Madagascar, em idioma malgaxe).

O paradeiro dos três ainda é desconhecido, segundo seus correligionários.

Rakotonirina anunciara ontem, na terça-feira, a nomeação dos ministros de Finanças, Defesa, Fomento e Relações Exteriores do que chamou de "Governo da legalidade".

O primeiro-ministro anunciou que a prioridade de seu gabinete seria restabelecer a normalidade, organizar o retorno de Ravalomanana, atualmente exilado na Suazilândia, e participar da próxima cúpula da União Africana convocada em Adis-Abeba, capital da Etiópia.

Ravalomanana foi forçado a renunciar em 17 de março, após dois meses de violentas manifestações de protesto contra seu Governo lideradas pelo ex-prefeito de Antananrivo, Andry Rajoelina, que, apoiado pelo Corpo de Administração do Pessoal e Serviços do Exército (Capsat, em francês), assumiu o poder no mesmo dia. EFE fr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG