Presidentes peruano e chileno se encontram, mas não discutem disputa marítima

Port of Spain, 18 abr (EFE).- O presidente do Peru, Alan García, se reuniu hoje durante meia hora com sua colega chilena, Michelle Bachelet, mas assegurou que não tratou com ela o conflito pelos limites marítimos, mas a crise financeira internacional.

EFE |

Em declarações às quais só tiveram acesso os meios de imprensa peruanos, García reconheceu que a demanda peruana perante Haia pelos limites marítimos produziu "um nível de afastamento" entre os dois países, ao qual quis diminuir sua importância por ser um tema que se circunscreve no âmbito jurídico.

"Acho que nisso estamos de acordo e vamos continuar facilitando os intercâmbios entre nossos países para que ambos nos beneficiemos especialmente neste momento que há problemas no mundo", disse García, citado pela rede de rádio "RPP".

A reunião com Bachelet, disse García, se centrou nos investimentos e no trabalho conjunto entre os dois países para enfrentar juntos a crise financeira internacional, assim como os objetivos da próxima reunião de Unasul em Santiago do Chile.

Esta é a primeira reunião desde que em 19 de março o Peru apresentou em Haia seus argumentos para a demanda contra o Chile, abrindo assim um prazo de um ano para que Santiago apresente seus argumentos. EFE fjo/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG