Presidentes iriam a Honduras pedir volta de Zelaya, diz Paraguai

ASSUNÇÃO (Reuters) - Um grupo de presidentes sul-americanos pode viajar a Honduras para cobrar do governo interino do país a volta ao cargo do presidente deposto, Manuel Zelaya, disse nesta sexta-feira a Presidência do Paraguai. Em comunicado, a Presidência afirmou que é muito possível que alguns presidentes da região, incluindo ele (em referência ao presidente paraguaio, Fernando Lugo), visitem Honduras para pedir que Manuel Zelaya reassuma o governo do país.

Reuters |

A mensagem não disse que outros líderes da região poderiam estar na viagem.

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, chegou na sexta-feira a Honduras para tratar da crise política.

Manuel Zelaya, o presidente deposto, é um empresário liberal que, no último ano, se aproximou do presidente da Venezuela, o político de esquerda, Hugo Chávez. Zelaya foi preso e levado à Costa Rica no domingo, dia em que planejava realizar uma consulta popular que poderia lhe abrir caminho para a reeleição.

(Reportagem de Daniela Desantis)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG