Moscou, 6 jan (EFE).- Os presidentes do Turcomenistão, Kurbanguly Berdymukhamedov, e do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, inauguraram hoje um novo gasoduto para levar combustível turcomano para território iraniano.

O novo gasoduto parte da jazida de Dovletabat rumo às cidades iranianas de Sarakhs e Hangren e permite transportar 12,5 bilhões de metros cúbicos de gás ao ano.

Este é o segundo gasoduto que une os dois países vizinhos. O primeiro pode transportar oito bilhões de metros cúbicos e une a jazida turcomana de Korpedzhe, no oeste do Turcomenistão, à cidade iraniana de Kurt-Kui.

Os dois gasodutos abastecem o nordeste do Irã.

"A entrada em serviço deste gasoduto será um bom estímulo para o desenvolvimento da cooperação bilateral, incluindo a possível saída do gás turcomano para o Golfo Pérsico e os mercados mundiais", declarou Ahmadinejad na cerimônia de inauguração.

O presidente do Turcomenistão ressaltou recentemente que seu país ocupa o quarto lugar na lista de países com as maiores reservas de gás natural, atrás de Rússia, Irã e Catar.

O Turcomenistão atualmente extrai 80 bilhões de metros cúbicos de gás natural ao ano procura diversificar suas exportações com o envio de gás tanto a Irã, China e Rússia, como para a Europa por meio do futuro gasoduto Nabucco, impulsionado pela União Europeia (UE) e apoiado pelos Estados Unidos.

Azerbaijão, Turcomenistão e, em um futuro mais distante, Irã, são vistos pela UE como os principais fornecedores do Nabucco, que uniria o Mar Cáspio à Europa por meio da Geórgia e da Turquia, evitando o território russo.

Com 3.300 quilômetros de extensão, e uma capacidade máxima de 31 bilhões de metros cúbicos ao ano, o Nabucco começaria a ser construído neste ano para começar a fornecer gás à Europa a partir de 2013. EFE mb/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.