Presidentes de Equador e Peru declaram apoio a Morales

Lima, 12 set (EFE).- Os presidentes do Peru, Alan García, e do Equador, Rafael Correa, expressaram hoje em Lima seu irrestrito respaldo à democracia e à unidade da Bolívia, palco de violentos protestos e choques entre opositores e partidários do Governo.

EFE |

"Obviamente o presidente (boliviano) Evo Morales tem o irrestrito respaldo", disse Correa em coletiva de imprensa, depois de se reunir com García no Palácio do Governo.

Correa, que realiza uma visita oficial de um dia a Lima para aprofundar a integração da Comunidade Andina (CAN), enviou um "imenso abraço ao presidente Evo Morales".

O chefe de Estado equatoriano disse confiar que "a crise vai ser superada o mais rápido possível em estrito respeito à Constituição, à vontade do povo boliviano que apoiou o presidente Evo Morales com 68% no último referendo".

Já García reiterou a vontade conjunta de "respeito ao regime democrático da Bolívia" e "àquilo que o povo apóia".

"Nossa rejeição, naturalmente, é à violência, nossa rejeição é a qualquer esforço separatista que rompa a integridade das nações e nossa invocação ao diálogo para superar reivindicações e impasses", comentou García. EFE wat/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG