Presidentes das Câmaras da Mauritânia se ausentam de sessão extraordinária

Nuakchott, 20 ago (EFE) - Uma sessão extraordinária do Parlamento mauritano foi realizada hoje à revelia dos presidentes da Assembléia Nacional (Câmara Baixa), Messaoud Ould Boulkheir, e do Senado (Câmara Alta), Ba Mamadou, conforme constatou a Agência Efe em Nuakchott.

EFE |

A sessão de abertura da Assembléia foi presidida por seu primeiro vice-presidente, El Arbi Ould Sidi Ali e do Senado por seu primeiro vice-presidente, Mohamed el-Hacen.

A reunião extraordinária do Parlamento foi convocada pelo presidente da Junta Militar, o general Mohammed Ould Abdel Aziz.

A ordem do dia incluiu o exame "da situação depois do bloqueio institucional que leva à mudança de 6 de agosto de 2008", "os Regulamentos da Assembléia Nacional", "a escolha dos membros do Alto Tribunal de Justiça" e "uma proposta da lei relativa à defesa do consumidor".

Implicou também na criação de uma comissão de controle parlamentar, outra de investigação para apurar a gestão e os métodos de financiamento da Fundação Khattou Mint el-Boukhary e uma terceira para controlar a gestão financeira e administrativa do Senado.

Khattou Mint el-Boukhary é a esposa do presidente deposto, Sidi Mohammed Ould Cheikh Abdallahi.

No mesmo momento do desenvolvimento da reunião do Parlamento será realizada uma passeata da qual participavam dez mil pessoas, organizada pela Frente Nacional de Defesa da Democracia, hostil ao golpe de Estado.

Um quinto dos parlamentares mauritanos, 32 em um total de 151, anunciaram o boicote à sessão extraordinária do Parlamento. EFE mo/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG