Presidente volta à China na busca de solução para conflito étnico

Pequim, 8 jul (EFE).- O presidente da China, Hu Jintao, chegou hoje a Pequim para fazer frente à crise na região de Xinjiang, no noroeste do país, onde confrontos entre a minoria uigur e chineses da etnia han deixaram pelo menos 156 mortos.

EFE |

O avião presidencial aterrissou no aeroporto de Pequim procedente de Roma. O presidente da China teve que interromper de forma repentina a viagem que fazia por Itália e Portugal devido à crise em seu país, como informa a agência de notícias oficial "Xinhua".

Perante a ausência de Hu, o conselheiro de Estado chinês Dai Bingguo será o encarregado de representar a China na Cúpula do Grupo dos Oito (G8, que reúne os sete países mais desenvolvidos e a Rússia), que começa hoje na cidade italiana de L'Aquila.

Tanto Hu como outros oito membros do Comitê Permanente do Partido Comunista da China (PCCh), o mais poderoso órgão de poder no país asiático, se pronunciaram até agora publicamente sobre o conflito étnico em Urumqi, capital de Xinjiang. EFE abc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG