Presidente uruguaio ressalta solidez de seu país diante da crise financeira

Montevidéu, 2 out (EFE).- O presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, considera que o Uruguai está muito firme e sólido diante da crise financeira internacional, apesar dos dados negativos que já falam da paralisia do setor da carne e de futuras quedas no investimento externo.

EFE |

Em entrevista publicada hoje pela revista "Búsqueda", Vázquez fala de uma "tranqüilidade relativa", sustentada pela boa gestão da dívida pública por seu Governo, pela maior afluência de investimento estrangeiro nos últimos anos, pela diversificação dos mercados internacionais destinos das exportações uruguaias e pela queda do preço do petróleo.

Também ressaltou que o caos financeiro que ocorreu nos Estados Unidos e em outros países do Ocidente evidenciou que os que "ditavam cátedra" a países como o Uruguai na realidade não cumpriramsuas próprias "receitas".

Estes países atingidos pela crise "estão submersos nesta situação realmente lamentável, e certamente porque estavam no terreno de 'faça o que eu digo, mas não o que eu faço'. Aí estão as conseqüências", disse Vázquez.

O presidente do Uruguai destacou que está acompanhando o que acontece nos EUA, insistiu em que "Uruguai está hoje em melhores condições do que em 2002 para enfrentar esta crise" e deu como exemplo que, até 2010, não há grandes vencimentos da dívida uruguaia. EFE jas/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG