O presidente da Coréia do Sul, Lee Myung-Bak, lamentou a gestão de seu governo na retomada das importações de carne bovina americana, que provocou um forte movimento de protesto no país.

"Deveria ter levado em consideração a vontade do povo", declarou Lee.

"Meu governo e eu refletiremos", acrescentou em um discurso exibido pela televisão.

Milhares de manifestantes participaram nas últimas semanas em protestos contra o reinício das importações de carne bovina americana, que estavam submetidas a um embargo intermitente desde 2003.

Os manifestantes denunciaram que o governo não levou em consideração as preocupações sanitárias relacionadas com o risco do mal da vaca louca (encefalopatia espongiforme bovina) e cedeu à pressão dos Estados Unidos.

Autoridades americanas e sul-coreanos retomaram na quarta-feira em Washington as negociações sobre a retomada das importações de carne bovina dos Estados Unidos.

Leia mais sobre: Coréia do Sul

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.