Presidente sul-africano aceita pedido de renúncia feito por partido no poder, diz porta-voz

O presidente sul-africano Thabo Mbeki aceitou a decisão do partido no poder, o ANC, que pediu neste sábado a sua renúncia, indicou seu porta-voz, sem indicar se isso significava que ele deixará efetivamente suas funções.

AFP |

"O presidente aceitou a decisão do comitê diretor do CNA", o Congresso Nacional Africano no poder desde o fim do Apartheid em 1994, declarou o porta-voz de Mbeki, Mukoni Ratshitanga, à rádio privada 702 Talk Radio.

"Essa decisão inclui o processo parlamentar", acrescentou Ratshitanga.

O comitê diretor do partido decidiu neste sábado "pedir ao presidente da República que renuncie antes do final de seu mandato", que expira no 2º trimestre de 2009.

O partido não tem o poder constitucional de destituir diretamente o presidente. O chefe de Estado sul-africano, desde 1994 presidente do CNA, foi eleito pelo Parlamento em eleições gerais.

Leia mais sobre: África do Sul

    Leia tudo sobre: áfrica do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG