Presidente sudanês será acusado de crimes de guerra em Darfur

O procurador-geral da Corte Penal Internacional (CPI) Luis Moreno-Ocampo deve acusar formalmente na próxima segunda-feira o presidente sudanês Omar el-Bechir por crimes de guerra em Darfur, província do oeste do Sudão, afirmou nesta sexta-feira o jornal britânico The Guardian.

AFP |

A CPI anunciou que o procurador vai apresentar provas do crimes cometidos nestes últimos cinco anos contra os civis de Darfur e que vai apontar os responsáveis por esses crimes, entre eles El-Bechir, segundo o jornal.

Os juízes da CPI poderão, se considerarem as provas suficientes, emitir intimações e ordens de prisão contra as pessoas apontadas pelo procurador.

Moreno-Ocampo pede desde abril de 2007 a prisão de Ahmed Harun, ministro sudanês das Relações Humanitárias, e Ali Kosheib, chefe da milícia pró-governamental janjawid, nome das milícias árabes que lutam contra os movimentos rebeldes em Darfur.

O conflito causou mais de 300.000 mortos e provocou a fuga de 2,2 milhões de pessoas. 

Leia mais sobre: Darfur

    Leia tudo sobre: darfur

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG