Cartum, 7 abr (EFE).- O presidente sudanês, Omar al-Bashir, contra quem há uma ordem de detenção do Tribunal Penal Internacional (TPI), comprometeu-se hoje a recuperar a paz na região de Darfur durante este ano.

Bashir fez estas declarações em discurso aos habitantes da cidade de Zalenyi, na província de Darfur Oeste, onde fez uma visita esta manhã.

Em 4 de março, o TPI emitiu uma ordem de detenção contra Bashir, acusado de crimes de guerra e de lesa-humanidade em Darfur, região em meio a um conflito desde fevereiro de 2003, que deixou cerca de 300 mil mortos e mais de 2 milhões de deslocados, segundo a ONU.

Sobre isso, Bashir disse hoje que lançará uma campanha para que os deslocados que fugiram da região voltem para suas casas.

"Estou disposto a ser julgado, perante Deus e não perante Ocampo, se tivesse cometido algum erro contra os filhos de Darfur", disse o presidente sudanês, em referência ao promotor-chefe do TPI, Luis Moreno Ocampo.

Esta é a terceira visita de Bashir a Darfur desde que foi emitida a ordem de detenção contra ele. EFE az/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.