O presidente sudanês Omar al-Bashir participará da cúpula entre os líderes dos países árabes e da América Latina, em Doha no final de março, apesar da ordem de detenção internacional emitida contra ele, anunciou neste sábado um alto funcionário da diplomacia sudanesa.

"Transmito uma carta oficial do príncipe do Qatar na qual convida o presidente Omar al-Bashir para participar de duas cúpulas no final do mês de março em Doha: a cúpula árabe e a reunião entre os países árabes e a América Latina", declarou Hamad ben Nasser, enviado especial do Qatar durante uma visita a Cartum.

"O presidente Bashir participará das duas cúpulas", respondeu a um grupo de jornalistas Ali Karti, ministro das Relações Exteriores do Sudão.

O Tribunal Penal Internacional (TPI) emitiu na semana passada uma ordem de prisão contra o presidente Bashir por crimes de guerra e contra a Humanidade em Darfur, região oeste do Sudão devastada por uma guerra civil que, segundo a ONU, causou a morte de 300.000 pessoas. Cartum calcula o número de mortes em 10.000.

Será a primeira visita oficial do presidente Bashir desde que a ordem de prisão foi emitida, a não ser que viaje antes para outro país.

str-gl/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.