Presidente somali pede reforço do Exército para fim da pirataria

Cairo, 22 abr (EFE).- O presidente somali, Sharif Sheikh Ahmed, pediu hoje à comunidade internacional, no Egito, para reforçar o papel do Exército da Somália, a fim de acabar com a pirataria no litoral de seu país.

EFE |

"Um verdadeiro enfrentamento com os piratas precisa de treino e do rearmamento do Exército da Somália", disse Sheikh Ahmed, em entrevista coletiva realizada no Cairo, depois de se reunir com o presidente egípcio, Hosni Mubarak.

O dirigente somali, citado pela agência de notícias egípcia "Mena", insistiu em que "os piratas não vivem no mar, mas em terra, portanto, a luta começa onde eles vivem, com o reforço das forças de segurança somalis".

Sheikh Ahmed, que foi eleito em 31 de janeiro como novo presidente do país, insistiu em que planeja a formação de um corpo de Guarda Costeira.

Além disso, descartou que um ataque americano contra as praças fortes dos piratas possa ter êxito.

"Os piratas sempre se movimentam com precaução e poderiam se beneficiar de um ataque aéreo americano contra eles, por isso aconselhamos (aos EUA) que não faça isso", disse.

Além disso, mostrou sua esperança de que, na reunião prevista para amanhã, em Bruxelas, para a reconstrução da Somália, os países doadores anunciem uma grande contribuição financeira. EFE nq-jfu/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG