Presidente sírio inicia em Caracas giro latino-americano

Em viagem à América Latina, Bashar al-Assad também visitará Brasil, Cuba e Argentina

AFP |

AP
Presidente venezuelano, Hugo Chávez (à dir.), cumprimenta presidente sírio, Bashar al-Assad, no Palácio de Miraflores, em Caracas
O presidente sírio, Bashar al-Assad, iniciou na tarde deste sábado visita oficial a Caracas, na primeira escala de um giro pela América Latina que o levará também a Brasil, Cuba e Argentina.

Al-Assad depositou flores no túmulo do Libertador Simón Bolívar, antes de se reunir com o colega venezuelano, Hugo Chávez.

O presidente, que chegou a Caracas na tarde de sexta-feira, pôs um arranjo de flores no Panteão Nacional, representando a bandeira síria, acompanhado do vice-presidente da Venezuela, Elías Jaua, o chanceler Nicolás Maduro e o titular de Interior e Justiça Tarek El Aissami.

Al-Assad recebeu, ainda, as chaves da cidade, honraria reservada a visitantes ilustres da capital.

O principal objetivo da viagem é "reforçar os vínculos econômicos" com os países da América Latina e aproximar-se "dos imigrantes de origem síria", que, no caso da Venezuela, chegam a 700 mil.

Espera-se que Chávez e Al-Assad, que já se reuniram em duas ocasiões em Damasco, assinem vários acordos principalmente nos setores energético e alimentício.

Entre os dois países já existe um projeto conjunto de construção de uma refinaria na região síria de Homs, com capacidade para processar 140 mil barris de petróleo diários.

    Leia tudo sobre: síriaBashar al-Assadvenezuelabrasilcubaargentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG