semear extremismo e terror - Mundo - iG" /

Presidente sírio diz que guerra em Gaza pode semear extremismo e terror

A ofensiva militar israelense em Gaza corre o risco de semear extremismo e terror em toda a região, afirmou nesta quarta-feira o presidente sírio, Bachar al Assad, durante uma entrevista à rede de televisão britânica BBC.

AFP |

"Os efeitos da guerra são mais perigosos que a guerra (...) e semeam extremismo e terror na região", no "mundo árabe e muçulmano", declarou.

"O desespero alimenta o extremismo, e o extremismo produzirá terrorismo", advertiu na entrevista, gravada em Damasco.

Para al Assad, "esta é uma crise política acompanhada de uma crise humanitária. Devemos encontrar uma solução, sob pena de semear o extremismo".

O presidente sírio indicou ainda que Damasco "trabalha com outros países, principalmente com os franceses", para que se estabeleça um cessar-fogo duradouro.

"Continuamos sem conseguir a paz e os israelenses nunca estiveram à altura, desde o começo do processo de paz de 1991", acrescentou.

"Assim, se eles não aceitam os termos da paz, devem contar com a resistência", estimou al Assad.

Pouco depois, em um comunicado, a ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, respondeu às declarações do presidente sírio.

"Se a Síria está preocupada com o desenvolvimento do extremismo na região, deveria acabar com o quartel general do Hamas em Damasco e parar de dar apoio ao Hamas", afirmou.

"O Hamas é apoiado pela Síria e reforçado pelo Irã, e as ações de Israel em Gaza representam a luta das forças moderadas contra as ramificações do extremismo na região", concluiu a chanceler.

et/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG