Presidente sírio cobra de Obama compromisso com paz no O.Médio

Berlim, 17 jan (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al-Assad, se declarou disposto a cooperar com o futuro presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em um processo de paz para Gaza, mas cobrou do democrata um compromisso sério com o processo de paz no Oriente Médio.

EFE |

Além disso, o chefe de Estado assegurou que Damasco quer "contribuir" para a estabilização da região.

"O novo Governo americano tem que se comprometer seriamente com o processo de paz. Estamos dispostos a qualquer tipo de cooperação", afirmou Assad em declarações à edição da revista alemã "Der Spiegel" que começa a circular amanhã.

No entanto, o presidente sírio adverte na entrevista que não aceitará imposições sobre sua relação com o Hamas, o Irã ou o Hisbolá, já que "a manutenção de boas relações com Washington não deve" excluir "as (existentes) com Teerã".

Assad também condena a ofensiva israelense em Gaza e propõe um plano de paz que, na sua opinião, seria aceitável para o Hamas, o qual prevê a retirada efetiva das tropas israelenses da faixa territorial em quatro dias e o fim do bloqueio sobre o território palestino.

Só sob estas condições será possível colocar fim aos ataques palestinos sobre território israelense, disse o presidente sírio à revista. EFE gc/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG