Teerã, 19 ago (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al-Assad, iniciou hoje uma visita oficial a Teerã, destinada a estreitar as relações bilaterais entre os dois países e avaliar a situação regional e mundial, informou a imprensa local.

Assad é o segundo líder, após o sultão Qabus de Omã, a visitar o Irã desde a polêmica reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, em 12 de junho, que a oposição denunciou como sendo fraudulenta.

Segundo a agência local de notícias "Fars", o presidente sírio se reunirá com Ahmadinejad e diversos responsáveis do regime, para revisar as boas relações entre os dois países há mais de duas décadas.

Esta é a quarta visita de Assad à capital iraniana desde que, em 2005, Ahmadinejad foi eleito presidente pela primeira vez.

Em dias anteriores, diversos meios de comunicação especularam a possibilidade de que a visita de Assad estivesse também vinculada à possível libertação da cidadã francesa Clotilde Reiss, detida em 1º de julho, após ser acusada de espionar e participar dos protestos pós-eleitorais.

Reiss, que declarou dias atrás perante o tribunal revolucionário que a julga, junto a mais de 100 pessoas sob as mesmas acusações, foi libertada após pagar fiança de US$ 280 mil no fim de semana passado.

Agora, a francesa espera veredicto no interior da Embaixada da França em Teerã, já que foi proibida de sair do país até que se saiba a sentença. EFE jm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.