Presidente sírio chega a Riad para normalizar laços com A.Saudita

Riad, 13 jan (EFE).- O presidente sírio, Bashar al-Assad, chegou hoje a Riad para se reunir com o rei da Arábia Saudita, Abdullah bin Abdul Aziz, em uma nova etapa das tentativas dos dois países para superar as tensões que se arrastam há cinco anos.

EFE |

Segundo a agência oficial de notícias saudita "SPA", Al-Assad foi recebido no aeroporto internacional de Riad pelo monarca saudita, com quem dividiu breves momentos antes de seguir para Al Janadriya, onde se alojará como hóspede do rei.

Fontes políticas disseram à Agência Efe que é muito possível que amanhã se una a eles o presidente egípcio, Hosni Mubarak, para que se celebre uma cúpula tripartida. Al-Assad permanecerá na Arábia Saudita durante dois ou três dias, segundo as fontes.

Arábia e Egito são, junto com a Jordânia, os países mais moderados do Oriente Médio, enquanto que a Síria, que apoia grupos radicais como o palestino Hamas e o libanês Hisbolá, tradicionalmente está vinculada com as nações que representam a "linha dura".

As fontes disseram que nessa possível reunião tripartida serão analisados os passos para coordenar ações de política internacional entre Cairo, Riad e Damasco em temas como Israel e os palestinos, Irã, Líbano e Iraque.

A chegada de Al-Assad a Riad é interpretada pelos meios de comunicação sauditas como a culminação dos esforços sauditas para quebrar o gelo entre Egito e Síria, dois países que diferem sobre a forma de abordar a situação palestina.

Mas a visita do presidente sírio também servirá para fechar uma etapa de fortes diferenças entre Síria e Arábia Saudita que se arrastavam desde 2005, por causa do assassinato em Beirute do ex-primeiro-ministro libanês Rafik Hariri.

Riad e Damasco tradicionalmente exerceram grande influência na política libanesa, mas em grupos contrários. O regime sírio foi acusado de estar por trás do assassinato de Hariri, mas o Governo de Damasco negou qualquer vinculação.

A visita de Al-Assad a Riad segue à qual fez o monarca saudita a Damasco em 7 de outubro, a primeira desde que Mohamed Abdelaziz assumiu o trono saudita, em 3 de agosto de 2005, embora anteriormente esteve em várias ocasiões por trabalho ou por motivos privados. EFE ms/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG