Presidente russo não descarta sanções ao Iraque

Moscou (Reuters) - O presidente russo, Dmitry Medvedev, disse neste sábado, que ainda apoia a diplomacia como forma de resolver a questão do programa nuclear do Iraque, mas acrescentou que a possibilidade de impor sanções não deve ser descartada. Sabemos que o caminho das sanções não é a melhor opção, disse o presidente russo durante seu discurso aos participantes da conferência dos Estados da Liga Árabe.

Reuters |

"No entanto, não devemos excluir essa opção", acrescentou, segundo uma transcrição distribuída pela sua assessoria de imprensa.

A Rússia, que juntamente com a China, estava relutando em apoiar maiores sanções contra Teerã, mudou sua posição em relação a medidas punitivas contra a República Islâmica nos últimos meses.

Durante sua visita à França no começo do mês, Medvedev disse que se a diplomacia falhar, a Rússia apoiará sanções "inteligentes" contra o Irã, porque não pode esperar eternamente pela cooperação de Teerã.

Neste sábado, Medvedev disse que quaisquer sanções que venham a ser aplicadas, deverão ser "bem pensadas e não deverão ter como alvo a população iraniana".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG