política inteligente em fórum sobre segurança - Mundo - iG" /

Presidente russo defende política inteligente em fórum sobre segurança

Moscou, 14 set (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, defendeu hoje uma política inteligente na relação entre os Estados e chamou a renunciar às ilusões da luta de classes e do domínio global.

EFE |

"A política inteligente, racional, o pragmatismo de Estado devem deslocar do âmbito político tudo o irracional: por um lado, as perigosas ilusões do nacionalismo e os preconceitos arcaicos da luta de classes, e por outro, os projetos utópicos de domínio global", disse.

Medvedev fez estas afirmações em discurso em uma conferência internacional sobre segurança global, com a presença do primeiro-ministro francês, François Fillon, e do presidente do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, entre outras personalidades.

O fórum acontece na cidade de Yaroslavl, cerca de 300 quilômetros ao norte de Moscou, e é transmitido ao vivo pelo canal de notícias "Vesti".

O presidente russo considera admissível que os Estados critiquem a política externa e interna de outros países se estas podem levar a problemas de magnitude internacional.

"Epidemias, catástrofes tecnológicas, instabilidade social, extremismo e terrorismo, imigração ilegal, pirataria, crime organizado, todos estes fenômenos surgem quando o Estado, por determinadas razões, não cumpre suas funções e obrigações", disse.

Acrescentou que é cada vez mais frequente que os problemas que surgem no território de um país adquiram caráter global, e "a incompetência ou a falta de desejo de resolver os problemas próprios prejudicam não só a próprio país, mas um grande número de outros Estados".

Medvedev destacou que já agora é preciso adotar medidas para evitar uma nova crise.

"Para nós, é evidente que devemos tomar essas decisões, não é nosso direito, é nossa obrigação, para que dentro de dois ou três anos uma nova onda da crise não leve nossos países a um roteiro ainda mais dramático que o atual", disse. EFE bsi-egw/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG