Presidente paquistanês diz que fundador do país defenderia a democracia

Islamabad, 25 dez (EFE).- O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, destacou hoje a importância dos valores democráticos como fiadores da paz e da segurança, em discurso pronunciado por ocasião da celebração do aniversário do nascimento do pai da pátria paquistanesa, Mohammed Ali Jinnah.

EFE |

"(Jinnah) acreditava no poder das urnas, e não no das balas, e defendeu a Constituição, o Governo da lei, o respeito aos direitos humanos, a tolerância, o pluralismo e o respeito ao mandato do povo", disse Zardari em declarações citadas pela agência "APP".

O chefe do Estado ressaltou a necessidade de que os paquistaneses defendam a "democracia, o desenvolvimento e o bem-estar humano social, que são os fiadores da paz e da estabilidade".

Além disso, pediu que continue a luta contra os insurgentes que, em sua opinião, querem transformar o Paquistão em um Estado "centrado na segurança, em vez de um estado orientado ao bem-estar".

"É um dia de introspecção e reflexão para fazer uma pausa e ponderar sobre quais passos devemos tomar para restaurar os ideais e princípios pelos quais (Jinnah) criou este nosso lar", acrescentou o presidente.

Já o primeiro-ministro, Yousaf Raza Gillani, assegurou que o "patriotismo, o trabalho dedicado e o serviço desinteressado para a glória do Paquistão podem ser o melhor tributo à memória de (Jinnah)". EFE igb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG