Presidente palestino denuncia repressão do Hamas a salafitas

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, denunciou nesta segunda-feira a repressão terrível e desumana do movimento islâmico Hamas contra um grupo radical salafita que teria contestado sua autoridade na Faixa de Gaza.

AFP |

"O método utilizado pelo Hamas é atroz e desumano. Não conheço este pequeno grupo, mas acho que é uma ramificação do Hamas", disse Abbas durante a reunião semanal do governo palestino em Ramallah (Cisjordânia).

O Hamas, que controla a Faixa de Gaza desde junho de 2007, atacou na noite de sexta-feira um pequeno grupo islamita radical denominado Jund Ansar Allah (Guerreiros de Deus), que teria desafiado sua autoridade.

Os combates em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, na fronteira com o Egito, deixou 24 mortos.

O grupo salafita considera o Hamas (acrônimo em árabe para Movimento de Resistência Islâmica) muito moderado e prega a aplicação da sharia (lei islâmica) na Faixa de Gaza.

ezz/fb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG