Presidente mexicano pede à população que permaneça em casa

O presidente Felipe Calderón pediu na noite de quarta-feira aos mexicanos que permaneçam em casa no feriado prolongado de sexta-feira até segunda-feira, como uma forma de evitar a propagação da epidemia de gripe suína, que provocou oito mortes em um total de 99 casos confirmados.

AFP |

"Quero exortá-los todos que nestes dias de folga que vamos ter, nesta ponte que irá de 1º a 5 de maio, fique em tua casa com a tua família; porque não há lugar mais seguro para evitar contagiar-se do vírus da gripe suína que tua própria casa", afirmou Calderón em um discurso à nação na véspera de completar uma semana de declarada a emergência sanitária.

Ele explicou que a lógica das medidas preventivas que estão sendo adotadas tem como orientação evitar o contágio, "que precisamente se dá quando temos contato com pessoas que possivelmente tenham esta doença sem tomar as devidas precauções".

As autoridades tentam evitar grandes aglomerações que constituem uma fonte propícia de contato do vírus, que é transmitido de pessoa para pessoa.

Para evitar as concentrações, o governo do México suspendeu as aulas em todo o país, assim como as apresentações culturais e artísticas. Na capital permanecem fechados os bares e restaurantes.

O ministro da Fazenda, Agustín Carstens, calculou que as perdas econômicas pela emergência sanitária ficarão entre 0,3 e 0,5% do PIB caso a crise tenha duração de três meses.

ol/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG