Presidente mexicano dúvida ir a Cuba após decisão de Havana de suspender voos

México, 7 mai (EFE).- O presidente mexicano, Felipe Calderón, pôs hoje em dúvida sua visita oficial a Cuba, programada para meados deste ano, depois que o Governo de Havana suspendeu os voos entre a ilha e o México, devido à epidemia de gripe suína suscitada neste último país.

EFE |

"Esse eventual cancelamento da viagem a Cuba pode ser uma das consequências não previstas de decisões que não têm o fundamento técnico", disse Calderón em uma entrevista à rede "Televisa".

Após o alerta de saúde decretado no país por causa do surto da gripe no dia 23 de abril, vários países latino-americanos começaram a cancelar voos para o México e o primeiro a fazê-lo foi Cuba, em 28 de abril.

O governante mexicano tinha programado realizar uma visita oficial a Cuba nos próximas semanas, cuja data exata ainda não tinha sido estabelecida, para reafirmar o estreitamento das relações entre ambos os países, após um distanciamento em 2004. EFE gt/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG