Beirute, 23 nov (EFE).- O presidente do Líbano, Michel Suleiman, inicia amanhã uma visita de dois dias ao Irã para analisar com seu colega iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, a situação regional e os temas da agenda bilateral, informou hoje seu Governo oficialmente.

Desde que foi nomeado presidente, em maio deste ano, após vários meses de vazio institucional, Suleiman realizou várias visitas oficiais para ganhar apoios para o Líbano, tanto econômicos como políticos.

Fontes oficiais disseram a emissoras libanesas de rádio e televisão que entre os temas que analisarão Suleiman e Ahmadinejad figuram as armas do grupo xiita libanês Hisbolá, grupo supostamente apoiado por Teerã.

O Irã, de maioria xiita, é acusado reiteradamente de apoiar o Hisbolá, principal partido da oposição e grupo armado com força no país, e de interferir assim na política nacional libanesa.

O jornal internacional em árabe "Al-Hayat" revelou hoje que Ahmadinejad oferecerá a Suleiman fornecer armas ao Exército libanês, incluindo mísseis.

A visita ao Irã inscreve-se nos esforços do presidente do Líbano para tirar o país da crise interna que vive há três anos e que lhe provocou numerosos conflitos com os países da região, já que todos eles se posicionaram em suas disputas internas.EFE ks-fc/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.