Presidente iraquiano afirma seu apoio ao governo contestado de Erdogan

O presidente iraquiano, Jalal Talabani, afirmou seu apoio ao governo turco diante seus opositores laicos e nacionalistas, e pediu aos separatistas curdos do PKK que deponham suas armas, numa entrevista publicada neste domingo pelo jornal grego Elefthérotypia.

AFP |

"A queda de braço atual entre o partido da justiça e do desenvolvimento no poder (AKP) e os laicos, na Turquia, preocupa o Iraque, e uma interdição do AKP seria um passo para trás", afirmou Talabani.

Ele manifestou a esperança de que neste caso, os dirigentes do AKP "fundem um novo partido e continuem tendo maioria".

Saído do bloco islamita, o partido do primeiro-ministro turco Recep Tayyip Erdogan está sendo ameaçado de dissolução pela Corte Constitucional turca por atividades antilaicas.

Curdo do Iraque, Talabani destacou que as "boas relações" de Bagdá com o governo turco não são afetadas pelos ataques realizados desde meados de setembro pelo exército turco contra o PKK no norte do Iraque. "Nós compreendemos quem estão por trás destes bombardeios", acrescentou.

Mas ele destacou sua oposição à idéia de o PKK -- considerado uma organização terroristas pela Turquia, os EUA e a União Européia e que se bate desde 1984 pela autonomia do sudeste da Turquia -- utilizar o Iraque como base para um conflito.

Talabani deu esta entrevista durante uma visita a Atenas semana passada para uma reunião da Internacional socialista.

cb/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG