Redação Central, 28 jun (EFE).- O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, pode ter sido tirado do país pelos militares, afirmaram à Agência Efe fontes ligadas à família do chefe de Estado, que se referiram à situação como um autêntico golpe de Estado.

As fontes, que pediram para não serem identificadas, disseram que Zelaya e sua família foram tirados algemados da sede da Presidência pelos militares que invadiram o local.

O secretário particular do presidente, Eduardo Enrique Reina, disse em Tegucigalpa que Zelaya tinha levado para uma base da Força Aérea.

As fontes acham que o presidente e sua família podem ter sido levados para essa base e, de lá, tirados do país. EFE rcf/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.