Presidente hondurenho diz que não quer problemas com EUA

Tegucigalpa, 12 set (EFE).- O presidente hondurenho, Manuel Zelaya, confirmou hoje que não receberá, por enquanto, as credenciais do embaixador dos Estados Unidos em solidariedade à Bolívia, mas ressaltou que não quer problemas com Washington, Governo qualificado por ele como aliado.

EFE |

"De nenhuma maneira queremos gerar um problema com os Estados Unidos, de nenhuma maneira estamos rompendo relações, em absoluto", disse Zelaya em uma improvisada e grande coletiva de imprensa, após um ato oficial em um bairro de Tegucigalpa.

Zelaya explicou que a "medida tomada, de adiar a entrega de credenciais do embaixador dos Estados Unidos, é enquanto se estabelece uma conversa com a embaixada, com o Departamento de Estado, a fim de demonstrar o mal-estar com isso que está acontecendo em um país irmão".

Ele disse ainda que prevê manter conversas sobre este e outros assuntos com autoridades americanas em Nova York e Washington durante a Assembléia Geral das Nações Unidas. EFE lam/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG