Atenas, 9 dez (EFE). - O presidente grego, Carolos Papoulias, qualificou hoje de ferida para a democracia a morte de um adolescente pela Polícia no sábado passado, em Atenas, fato que gerou uma onda de distúrbios em todo o país.

O chefe do Estado divulgou um comunicado no qual pediu o respeito às "leis e instituições", enquanto se investiga o caso.

"É um dia de luto para todos. O assassinato de Alexandros Grigoropoulos feriu profundamente a democracia", disse Papoulias.

"Como parte de uma geração que sofreu o peso de nossa história, lhes chamo a honrar pacificamente a memória de Alexandros", disse.

Há três dias ocorrem violentos distúrbios em todo o país, depois que, no sábado passado, o adolescente morreu após ser atingido pelo tiro de um policial. EFE afb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.