Atenas, 7 set (EFE).- A campanha eleitoral na Grécia começou hoje, depois de o presidente do país, Carolos Papoulias, assinar em Atenas o decreto para a dissolução do Parlamento, em função do pleito legislativo antecipado de 4 de outubro.

O Parlamento, constituído em 2007 após outro pleito antecipado, foi dissolvido dois anos antes do final da legislatura, para, segundo o primeiro-ministro grego, Costas Karamanlis, enfrentar com um mandato renovado as consequências da crise econômica mundial.

A partir de hoje se inicia a campanha eleitoral, na qual as principais legendas tentarão atrair a maioria dos nove milhões de eleitores para que consigam o mínimo de 151 cadeiras necessárias para governar sozinho. EFE afb/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.