Presidente georgiano trata com funcionário dos EUA tensão com Ossétia do Sul

Tbilisi, 6 ago (EFE).- O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, abordará hoje a atual escalada de tensão com a separatista Ossétia do Sul com Daniel Fried, secretário de Estado adjunto dos Estados Unidos.

EFE |

A visita de Fried, que ocorre depois à realizada no final de julho pelo vice-presidente americano, Joe Biden, ocorre nas vésperas do primeiro ano da guerra russo-georgiana pelo controle da Ossétia do Sul (8 a 12 de agosto de 2008).

O diplomata americano falou hoje sobre a situação na fronteira administrativa entre Ossétia do Sul e o resto do território georgiano administrado por Tbilisi com os ministros de Exteriores, Irakli Vashadze, e de Reintegração, Temur Iakobashvili.

Biden expressou também na véspera ao líder georgiano sua preocupação com a crescente tensão na fronteira e pediu que todas as partes "evitem passos desestabilizadores".

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, também falou esta semana por telefone com o chefe de Estado russo, Dmitri Medvedev, sobre "a importância de reduzir a tensão na região" do Cáucaso.

Tbilisi afirma que espera "um aumento das provocações dos separatistas da Ossétia do Sul e ocupantes russos, conforme se aproxima o primeiro aniversário da guerra".

No entanto, insiste em que "os policiais georgianos posicionados perto da região de Tskhinvali (Ossétia do Sul) não cairão nas provocações".

A Rússia advertiu à Geórgia que "responderá devidamente" no caso de uma nova agressão militar contra as separatistas Ossétia do Sul e Abkházia, onde as tropas russas estão em alerta desde terça-feira.

EFE mv-io/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG