Presidente georgiano decreta cessar-fogo na Ossétia do Sul e pede diálogo

O presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, ordenou nesta quinta-feira um cessar-fogo na Ossétia do Sul e pediu a todas as partes que retomem as negociações para encontrar uma saída pacífica para a crise.

AFP |

"Acabo de ordenar - é uma ordem dolorosa - um cessar-fogo", declarou Saakachvili durante um discurso à nação.

"Reitero minha proposta de ampla autonomia para a Ossétia do Sul e ofereço que a Rússia seja avalista da autonomia da Ossétia do Sul", acrescentou.

Dois soldados georgianos foram mortos e outros três ficaram feridos em confrontos na Ossétia do Sul, uma república separatista da Geórgia, anunciou nesta quinta-feira à AFP o secretário do Conselho nacional de segurança georgiano, Alexander Lomaya.

"Dois soldados foram mortos e outros três ficaram gravemente feridos na zona de conflito da Ossétia do Sul", declarou.

"Não podemos retirar os soldados feridos porque os separatistas seguem atirando, apesar da nossa decisão de decretar um cessar-fogo unilateral", acrescentou.

im/yw/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG