Presidente francês propõe manter Protocolo de Kyoto

COPENHAGUE (Reuters) - O presidente da França, Nicolas Sarkozy, propôs nesta quinta-feira a manutenção do Protocolo de Kyoto, contrariando a posição preferida pela União Europeia, e alertou que as negociações climáticas da ONU se encaminham para um desastre. Então as pessoas querem manter Kyoto, ok, mantenhamos Kyoto. Mas nos deixem entrar em acordo quanto a um enquadramento político global, disse ele a delegados da conferência climática de Copenhague, que termina na sexta-feira.

Reuters |

A UE deseja que o evento defina um novo tratado para substituir o Protocolo de Kyoto, já que o atual pacto não exige medidas dos países em desenvolvimento e não inclui algumas nações desenvolvidas, especialmente os Estados Unidos.

Os países em desenvolvimento gostariam de prorrogar a vigência do Protocolo de Kyoto, que expira em 2012.

"O tempo está contra nós, vamos parar de fingir", disse Sarkozy. "Um fracasso em Copenhague seria uma catástrofe para cada um de nós. Precisamos mudar de trilho, ou nos encaminhamos para um desastre."

Sarkozy propôs que nesta quinta-feira à noite os principais líderes presentes em Copenhague se reúnam para "finalmente começar a negociar seriamente sobre um texto de compromisso." "Vamos negociar pesadamente hoje à noite."

O presidente francês defendeu que o novo tratado climático seja adotado até junho de 2010. "Vamos nos dar seis meses depois da conferência de Copenhague para transformar os compromissos políticos em um texto jurídico."

(Reportagem de Gerard Wynn)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG