Presidente e primeiro-ministro da Somália assinam acordo para manter Governo

Adis-Abeba, 26 ago (EFE).- O presidente da Somália, Abdulahi Yousef, e o primeiro-ministro do país, Nour Hassan Hussein, assinaram hoje em Adis-Abeba um acordo que pretende acabar com um mês de diferenças entre os dois e que ameaçam o frágil Governo federal de transição.

EFE |

Após dez dias de negociações, Yousef e Hussein assinaram o documento, que estabelece as funções de cada um na administração do país, embora nenhum deles tenha dado informações sobre o acordo.

Os dois também não quiseram esclarecer como será resolvido o caso que iniciou a disputa, aberta quando o primeiro-ministro destituiu em julho passado o prefeito de Mogadíscio, Mohammed Omar Habeeb, aliado do presidente.

"Aprendemos a lição e a partir de agora evitaremos as diferenças", declarou Hussein.

"No trabalho do Governo haverá obviamente diferenças de idéias, mas tentaremos eliminá-las para não chegarmos a uma crise que possa ameaçar nossos compromissos e responsabilidades", acrescentou.

O conflito iniciado com a destituição do prefeito de Mogadíscio se agravou quando onze ministros aliados de Yousef renunciaram e Hussein nomeou outros seis para substituí-los.

A crise esteve a ponto de destruir o Governo federal de transição - apoiado pela ONU e respaldado por tropas etíopes - e os esforços para recuperar instituições estatais que não funcionam na Somália desde 1991, quando foi derrubado o ditador Siad Barre e o país ficou dividido em redutos sob controle de diferentes facções. EFE nb/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG