Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Presidente dominicano liderará mediação entre Venezuela e Colômbia

Playa del Carmen (México), 23 fev (EFE).- O presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, vai liderar o chamado Grupo de Amigos da Venezuela e da Colômbia, criado para mediar o conflito entre os dois países sul-americanos.

EFE |

Anfitrião da Cúpula da Unidade da América Latina e do Caribe, o presidente mexicano, Felipe Calderón, anunciou que Fernández presidirá o grupo de países para ajudar a reduzir as diferenças entre Colômbia e Venezuela.

Em um almoço na segunda-feira, os presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe e da Venezuela, Hugo Chávez, protagonizaram uma ferrenha troca de acusações.

Na ocasião, Uribe comparou o bloqueio dos Estados Unidos a Cuba com o tratamento comercial dado pela Venezuela à Colômbia.

Segundo funcionários do Governo venezuelano, a acusação deu início a uma discussão em que Chávez foi interrompido por Uribe quando tentava explicar que o comércio bilateral se multiplicou por oito desde sua chegada ao poder em 1999.

Em outro ponto da discussão, Chávez disse que deixaria o recinto, mas foi interrompido por Uribe. "Seja homem, fique aqui e falemos de frente, porque o senhor às vezes insulta à distância", afirmou o presidente colombiano.

Segundo Calderón, após o incidente os dois países acordaram ter "um diálogo respeitoso" e construir as condições que o tornem possível, evitando recriminações.

Com a criação da Comunidade de Estados Latino-americanos e do Caribe, decidida na cúpula que terminou hoje, foi dado "um passo importante para reforçar a voz e o entendimento na região", assinalou Calderón.

O presidente dominicano explicou que as diferenças entre Venezuela e Colômbia obrigam a criar um espaço de diálogo, que permita estabelecer os vínculos comerciais bilaterais normais. EFE pvo/rr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG