Presidente dominicano lamenta morte de Ted Kennedy

Santo Domingo, 26 ago (EFE).- O presidente dominicano, Leonel Fernández, lamentou hoje a morte do senador americano Edward Kennedy, aos 77 anos, a quem qualificou como um ícone das mais avançadas ideias do progresso social de seu país.

EFE |

Fernández expressou, através de um comunicado, suas condolências aos americanos, ao Congresso do país e à família Kennedy "pela perda irreparável de um homem cuja vida pública alcançou altas ponderações".

Com a morte do senador democrata, ressaltou o líder, "se apaga um brilhante sinal verde na política americana, pois foi um homem que soube lutar pelos mais genuínos interesses de igualdade e solidariedade", segundo uma nota publicada no site da Presidência dominicana.

Fernández acrescentou que seu país "elevará suas mais altas orações para levar o sossego e a resignação à prestigiosa e influente família Kennedy pelo falecimento do ilustre senador".

O governante pediu, além disso, um minuto de silêncio pela morte do político americano, na inauguração da reunião que o Parlamento Centro-Americano (Parlacen), realizada em Santo Domingo.

Kennedy morreu na terça-feira, em sua residência em Hyannis Port, no estado americano de Massachusetts, aos 77 anos, devido a um câncer no cérebo. EFE mf/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG