Presidente do Timor Leste agradecerá ao Papa por sua preocupação após atentado

O presidente do Timor Leste, José Ramos-Horta, indicou nesta sexta-feira que aproveitará uma audiência com o papa Bento XVI em Sydney para agradecer por sua afetuosa preocupação após a tentativa de assassinato da qual foi vítima em fevereiro.

AFP |

O presidente e Prêmio Nobel da Paz está em Sydney para participar das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) e deverá ter uma audiência com o pontífice no domingo.

"É apenas para agradecer ao Papa por sua afetuosa preocupação" disse à AFP Ramos-Horta. "O Vaticano ligou para o hospital de Darwin muitas vezes, segundo me disseram, todos os dias, para perguntar sobre minha situação", destacou.

"Sou católico, muito católico e respeito muito o Papa. Sou chefe de Estado, mas o considero meu superior. Além disso, quero agradecer ao Santo Padre por ter rezado por mim e por sua preocupação", disse.

Ramos-Horta sobreviveu a uma tentativa de assassinato por parte de rebeldes em fevereiro, após a qual foi levado à cidade australiana de Darwin para ser tratado.

cmc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG