Tegucigalpa, 7 jan (EFE).- O presidente da Suprema Corte de Honduras, Jorge Rivera, foi designado hoje juiz natural do caso em que a cúpula militar é acusada pelo Ministério Público (MP) de ser a responsável pela deportação do presidente deposto Manuel Zelaya, derubado por um golpe de Estado em 28 de junho de 2009.

"A escolhoa recaiu sobre o juiz presidente, Jorge Alberto Rivera Avilês, que foi designado pelo plenário do Supremo como juiz natural" do caso, anunciou à imprensa o magistrado José Antonio Gutiérrez. EFE lam/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.