Cartum, 21 fev (EFE).- O presidente do Sudão, Omar Hassan Ahmad al-Bashir, concedeu hoje indultos a 24 integrantes de um grupo armado da região de Darfur que assinou um acordo de boa vontade com as autoridades sudanesas na última terça-feira no Catar.

O anúncio foi feito pelo ministro de Justiça sudanês, Abdel-Baset Sabdarat, que explicou que Bashir perdoou os guerrilheiros do Movimento para a Justiça e a Igualdade (MJI) através de um decreto.

O indulto foi emitido pouco antes de o emir do Catar, xeque Hamad bin Khalifa al-Thani, deixar o Sudão, aonde foi em visita de um dia para analisar com o líder sudanês a possibilidade de outras facções armadas se somarem ao processo de paz para Darfur.

A medida aconteceu em resposta à libertação de 21 prisioneiros do Governo sudanês por parte do MJI, e que foi anunciada pelo líder do grupo armado, Khalil Ibrahim, na terça-feira em Doha, Catar, após a assinatura do acordo de "boa vontade" entre ambas as partes.

O ministro de Assuntos Exteriores catariano, xeque Hamad bin Jassim al-Thani, que acompanhou o emir em sua visita a Cartum, explicou que os líderes de Sudão e Catar debateram ainda os preparativos da próxima rodada de negociações de paz entre os insurgentes de Darfur e o Governo sudanês. EFE az/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.