Presidente do Sri Lanka descarta cessar-fogo com tâmeis

O presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapakse, descartou nesta quinta-feira um cessar-fogo com os rebeldes tâmeis encurralados no nordeste da ilha e voltou a dar um ultimato para a rendição.

AFP |

"Não temos nenhum plano de cessar-fogo com os Tigres, que têm pouco tempo para entregar as armas e se render", afirmou o chefe de Estado em um discurso exibido pela televisão.

As palavras de Rajapakse foram divulgadas um dia depois de uma visita dos ministros das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, David Miliband, e da França, Bernard Kouchner, à ilha para estimular uma trégua nos combates que permita uma missão humanitária para atender os civis presos em uma faixa costeira de 10 quilômetros quadrados.

Segundo a ONU, 50.000 civis estão presos na zona onde se encontram encurralados os rebeldes Tigres da Libertação da Pátria Tâmil (LTTE).

Rajapakse insistiu que não aceitará pressões internacionais e que resgatará os civis tâmeis.

A imprensa cingalesa destaca nesta quinta-feira que o governo pretende prosseguir com a ofensiva militar até capturar o fundador e líder dos LTTE, Velupillai Prabhakaran.

aj-nr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG