Presidente do Sri Lanka cancela viagem por atentado na Tailândia

Katmandu, 3 mar (EFE).- O presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapaksa, cancelou hoje a viagem oficial que fazia ao Nepal e enviará o chanceler cingalês a Lahore, no leste do Paquistão, após o atentado ocorrido contra a seleção de críquete de seu país.

EFE |

Segundo anunciou o chanceler, Rohitha Bogollagama, o Governo cingalês fretará um avião especial para transportar para casa os jogadores da seleção de críquete que estavam em Lahore para disputar uma partida contra o Paquistão.

"É um dia triste para o críquete", disse à imprensa Bogollagama, em Katmandu, onde acompanhava o presidente cingalês. "É um ataque infeliz. Condenamos e renunciamos a todo tipo de violência e terrorismo", acrescentou.

Pelo menos sete pessoas - cinco delas policiais da escolta da equipe - morreram no tiroteio, em que também ficaram feridos seis atletas cingaleses.

Entre os feridos está o capitão da equipe, Mahela Jayarwardene, que foi baleado na perna.

No momento do ataque, que ocorreu na praça Liberty, no centro da cidade, os jogadores se dirigiam ao estádio Kadafi para disputar uma partida contra a seleção paquistanesa. EFE msdaa/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG